Mundial Fide - Candidatos 2013

PDF Imprimir E-mail
Escrito por Maximo Igor Macedo   
Qui, 28 de Março de 2013 06:21

Sensacional! Não existe outra palavra que possa descrever o Torneio de Candidatos 2013! Talvez seja tão lembrado no futuro quanto o Zurich 53 o é hoje.

É verdade que o mais forte, favorito do público e da mídia venceu, mas não convenceu. Quem acompanhou rodada a rodada sabe o quão angustiante foi essa conquista para o gênio da Noruega, garoto prodígio, novo Capablanca, ... A pressão, de campeão antecipado, sobre Magnus Carlsen quase o fez sucumbir, a ponto de perder sua última e decisiva partida de maneira amadora e ter que ficar de fora apenas torcendo pela vitória do imprevisível Vassily Ivanchuk sobre seu concorrente direto, Vladimir Kramnik. Essa situação não deve ter passado nem pelos piores pesadelos de Magnus. No entanto o certo é que Ivanchuk venceu muito bem e Carlsen, o campeão dos candidatos, será o Desafiante de Viswanathan Anand, que tem reinado como Campeão do Mundo desde 2007.

Muito boa a atuação de Kramnik, Svidler e Aronian, respectivamente 2º, 3º e 4º colocados. Também Ivanchuk, mas pela inconstância ficou bem longe do podium.

A prova de fogo de Carlsen está por vir, será em novembro vindouro, quando enfrentará Anand e o mundo do xadrez poderá colocar os pingos nos ís. Pelo que se viu no Candidatos Carlsen ainda precisa melhorar seu emocional diante das decisões e lidar melhor com as pressões de um Mundial, o que é algo novo para ele, mesmo já tendo vencido os principais torneios do circuito mundial. Anand por sua vez é muito experiente em matchs e decisões, já tendo enfrentado monstros sagrados como Karpov e Kasparov. Esse pode vir a ser mais um divisor de águas na história do xadrez mundial.

O Place Savoy em Londres desde 15 de março até 1 de abril de 2013 sediou o Mundial de Xadrez da FIDE. Esse Torneio de Candidatos foi o mais forte torneio desse tipo na história, reunindo nada menos que os 3 maiores Elos do Mundo, ambos com mais de 2.800 pontos, sendo jogado no formato round-robin duplo com quatro dias de descanso. A premiação total compartilhada pelos jogadores foi de 510.000 €, aproximadamente 1,3 milhões de reais.

Kirsan Ilyumzhinov, presidente da FIDE, disse: "A FIDE está feliz que este grande torneio será realizado em Londres, e que os fãs de xadrez do Reino Unido serão capazes de ver os maiores enxadristas ao vivo. Apoiamos os esforços da Agon para trazer importante eventos de xadrez para as grandes cidades da Europa."
Andrew Paulson, o fundador da AGON, disse: "Tenho o prazer de confirmar que o Torneio de Candidatos de 2013 será realizada em um grande palco, às margens do Rio Tamisa e será transmitido on-line para uma audiência global. "

O Ciclo do Campeonato Mundial de Xadrez  é o pináculo do xadrez e consiste em nove eventos ao longo de dois anos. O match entre Viswanathan Anand e o vencedor do Torneio de Candidatos será realizado em Novembro de 2013.

O primeiro Torneio de Candidatos foi jogado em Budapeste em 1950 e foi compartilhado pelos amigos David Bronstein e Isaac Boleslavsky, que viriam a ser no futuro genro e sogro respectivamente. Bronstein venceu o desempate, habilitando-se a disputar o Título Mundial contra Mikhail Botvinnik no ano seguinte. Botvinnik manteve o título ao conseguir empatar o match em 12 a 12, com dramático final vencendo a penúltima partida e empatando a última.


31.03.2013

 

Mais uma rodada com muita emoção, deste que sem dúvidas é o melhor torneio dos últimos anos! O norueguês Magnus Carlsen teve que "tirar leite de pedra" para conseguir vencer a 13ª partida contra o azeri Teimour Radjabov, num final que parecia fadado ao empate. Ao que parece Radjabov quis atrair Carlsen a forçar, por isso trocou as torres, uma vez que pela condição na competição não restaria outra opção ao norueguês. No entanto o feitiço virou contra o feiticeiro: Carlsen forçou no momento certo, quando Teimour estava apurado, cometendo imprecisões que lhe custaram a partida, e colocaram Magnus de volta ao topo.

A partida do então líder Vladimir Kramnik, da Rússia, contra o israelita Boris Gelfand também foi emocionante, tendo em vista que foi luta franca baseada em ataque e contra-ataque, onde o par de torres e debilidade na última fila foram os atores principais. O empate foi justo, mas favoreceu o norueguês, que igualou-se em pontos ao russo, mas com melhores critérios de desempate: 1. Confronto direto, 2. nº de vitórias e 3. Berger.


29.03.2013

A 12ª rodada foi uma verdadeira guerra-de-nervos! Mas a tensão começara anteriormente após a 10ª rodada, quando o experiente Kramnik, no jogo e fora dele, criticou duramente Ivanchuk pela maneira como jogou contra Aronian, o que deve ter mexido com os brios do ucraniano. Como já previa-se nos artigos anteriores essa,12ª, seria a rodada, já que o confronto entre dois dos três com chances ao título iria acontecer, e também o sempre tenso e aguerrido duelo entre Carlsen e Ivanchuk. A história do Xadrez Mundial pode ter tomando um rumo absolutamente diferente da ordem natural (esperada). Mas na reta final de um torneio de candidatos, até  mesmo os melhores sentem a pressão! O clima nos comentários em toda internet é de comoção, foi como se vissem um semi-deus virar mortal, perder a aura! A grande maioria dos enxadristas no mundo torcia por Carlsen por entender que ele é a marca do xadrez atual, pois resignificou e colocou o xadrez novamente na mídia e de maneira positiva. Mas a competição só termina quando acaba, ainda faltam duas rodadas.

A partida Aronian-Kramnik foi bem animada, após Aronian recusar repetição nos primeiros lances, tendo em vista sua situação no torneio, partiu com uma ofensiva na ala do rei, rechaçada pelo ex-campeão ... após imprecisões de ambos os lados, chegou-se a uma posição de empate claro, quando inesperadamente Aronian cometeu um grave erro, incomum para um enxadrista de seu quilate 50. g6??, perdendo a partida e alguma chance de classificação. Já Carlsen-Ivanchuk começou com mudança no repertório por parte de Carlsen jogando 3. Cc3 em vez do habitual 3. Bb5, no desenrolar Ivanchuk obteve uma pequena vantagem, sustentando-a durante toda a partida, sem dar chances ao número 1 do mundo!


28.03.2013

A 11ª rodada pode ter sido decisiva para as chances de Aronian de continuar lutando pela vaga, uma vez que foi derrotado por Svidler, que já não tinha chances práticas de vencer a competição. Os que se beneficiaram do tropeço do armênio nesse momento tenso e decisivo foram  Carlsen que não passou de empate com Grischuk e Kramnik, este está crescendo ao longo do torneio e já ameaça o norueguês com apenas meio ponto atrás depois que venceu o irreconhecível Teimour Radjabov (AZE), que começou a competição como um dos favoritos e encontra-se na última posição.

 

 

 

 


 


27.03.2013

Após a 10ª rodada os 3 maiores ratings do mundo já se impulsionaram ante seus rivais, colocando uma margem de segurança impenetrável. Como era esperado o GM norueguês Magnus Carlsen lidera a prova, no entanto apenas pela margem mínima para o armênio Levon Aronian e por ponto inteiro para o russo ex-campeão mundial Vladimir Kramnik. A competição está aberta, uma vez que esses três vem jogando com muita vontade, a passos firmes. As últimas 4 rodadas merecem atenção, prometendo muita emoção, em especial a partida entre o 2º e 3º colocados Aronian e Kramnik, e também Carlsen contra Ivanchuk, este que mesmo fazendo uma competição ruim vem protagonizando combates épicos com Magnus nos últimos anos.


 
top